Destaques

BREVEMENTE FREI JOAQUIM JOSÉ HAGALO EM EXCLUSIVO:“Magistratura angolana é vassala do MPLA”
MWENE VUNONGUEMe doeu muito!
ANA QUEZIA*O começo
ANNA KÁLISTER PERENAHumilhados e Ofendidos (II)

capa

Quo vadis MPLA?
EDITORIAL
29-set-2022 13:52

O País pertence aos cidadãos e não aos partidos políticos. E, por essa via, as grandes questões de interesse nacional devem ser debatidas com a máxima abrangência e interação de todos. Não deve haver espaço para exclusão de quem quer que seja, pois somos todos angolanos. Ter sido declarado  vencedor das eleições não significa tomar sozinho decisões em questões que  podem afectar a todos nós;  por outras palavras, a vida de milhões de angolanos não pode depender da vontade de uma franja restrita

Coolio foi encontrado morto na casa-de-banho da casa de um amigo
ÓBITO
29-set-2022 13:32

Conhecidos mais pormenores sobre a morte de Coolio, que ainda há duas semanas tinha dado um concerto em Chicago, nos Estados Unidos. Em Julho, ‘Gangsta’s Paradise', o seu êxito de 1995, tinha chegado ao ‘clube’ dos temas com mil milhões de visualizações no YouTube. Coolio, o rapper de 59 anos conhecido pelo êxito ‘Gangsta’s Paradise', morreu esta quarta-feira.

Marcolino Moco diz que “revolta” contra regime “anda na cara de muita gente”
FRONTALIDADE
29-set-2022 13:25

Marcolino Moco considera que a "revolta" contra o regime angolano "anda na cara de muita gente" e se os homens "sensatos" do MPLA não pararem com o "golpe de Estado" não conseguirão travar a "população revoltada".Para Marcolino Moco, a maioria dos angolanos está desiludida com os resultados eleitorais oficiais, que deram vantagem ao Movimento Popular de Libertação de Angola MPLA, porque esses dados não correspondem, no seu entender, à vontade popular nas eleições de 24 de Agosto.

COLUNISTAS

Espaço para publicidade

Espaço para publicidade

O KWANZA, O ESPAÇO DA SUA OPINIÃO ★ COLABORE COM O KWANZA. ENVIE SEU ARTIGO ★ O KWANZA, O ESPAÇO DA SUA OPINIÃO

Opinião

HAILE SELASSIE*Angola, Estado ditatorial23-SET-2022 - 02:19 “Uma vez fora do poder, o MPLA assistirá o seu plano de poder eterno sendo demolido em doses cavalares, toda utopia que cega os militantes desavisados jogada no lixo e a aristocracia reduzida a pó. Os altos funcionários que compõem, hoje, o establishments, se tornarão reles mortais; ou seja, o partido (MPLA) tem tudo, mais absolutamente tudo a perder e, em virtude disso, arriscaria tudo, sem se importar com as consequências internas bem como, possíveis consequências negativas no plano internacional (...)”
ANNA KÁLISTER PERENAHumilhados e Ofendidos (II)23-SET-2022 - 01:59 “(...) Tudo o que se realiza sem nós, negros, fica triste, e me parece sem graça. Brancos querendo ser negros. Homens querendo ser mulheres, mulheres querendo ser homens. Negros querendo ser brancos. Tudo demasiadamente humano — viva é o poder de re-descobrir-se no colorido das diferenças. Isto, reunido ao samba “Graças a Deus” do filósofo Felipe só gera compaixão, que é quando nós deixamos tudo ficar ainda melhor. Parabéns Criolo, pelos seus 47 anos de vida! Por mais 47!”
ULIKA DA PAIXÃO FRANCO*É urgente dar a conhecer a História de Portugal Esclavagista?23-SET-2022 - 01:46 “Recuperaremos, pois o pensamento científico dos mais reputados historiadores portugueses para reorganizar um programa de educação que permitam a universalização da História de Angola e da sua legitimidade internações de forma que esta funcione como uma fonte de referência, corrigindo os erros criados pela historiografia portuguesa. Quem desconhece a história do seu país não tem legitimidade intelectual para o exercício de criação de opinião.”
Os colunistas d’ O Kwanza têm total e absoluta liberdade nos seus comentários. As suas opiniões não reflectem, necessariamente, a posição ou escolhas editoriais d’ O Kwanza. As informações contidas nas colunas são da inteira e exclusiva responsabilidade dos seus autores

Espaço para publicidade

Espaço para publicidade

Entrevista

FREI JOAQUIM JOSÉ HAGALO EM EXCLUSIVO:“A Comunicação Social pública é a que mais danos tem causado a qualquer tentativa de se criar um ambiente democrático”27-SET-2022 - 19:15 A sua voz dá vida a pensamentos que o levam a autodefinir-se como “incómodo”. Ela (a voz) ecoa - nesta sua primeira entrevista a este hebdomadário - a partir de Roma (Itália), para onde se mudou de “mala e cuia”, há já alguns anos, para viver e laborar. A palavra é o único meio de… Ler +

Comunicado de imprensA

POSIÇÃOMensagem Pastoral da CEAST sobre as Eleições Gerais de 202212-FEV-2022 - 02:38 A hora é para a Nação em construção e para o Estado em consolidação; a hora é para todos nós que acreditamos no amanhã da paz, da cidadania, da inclusão, da meritocracia, do patriotismo, do desenvolvimento humano, social e cultural e do verdadeiro estado democrático e de direito.  Ler +

Crônicas

KARLA CARVALHOAna, um sonho e o devir23-SET-2022 - 02:33
MWENE VUNONGUEMe doeu muito!23-SET-2022 - 02:30
ANA QUEZIA*O começo23-SET-2022 - 02:22

(Ex)Citações

AMÉLIA DE AGUIAR (JORNALISTA)“João Lournço (JLO) é um caso perdido. Ele quer portugueses. Angolanos são para “carregadores” ou serventes.O ministro Tete António a carregar o sobretudo e a pasta do chefe. Surrealista! Eu nunca seria “ministra de JLO”17-NOV-2021 - 23:59 – Amélia de Aguiar In Facebook 16.11.2021      
JOSÉ LUÍS MENDONÇA (ESCRITOR)“Devia haver um controlo anti-doping antes de cada debate na TV pública. Me parece que certas figuras ali ultrapassam os limites da racionalidade”17-NOV-2021 - 23:54 Em entrevista ao LOGOS 08.11.2021
Graça Campos GRAÇAS CAMPOS (JORNALISTA):“Samakuva é a porta de entrada das interferências do MPLA na UNITA”14-NOV-2021 - 21:04 In MFM, 13. 11.2021

Coluna do Leitor

PAULINO QUIFICAQuando o Interesse económico entre Angola e Portugal sobrepõe-se à dignidade humana21-DEZ-2021 - 01:16 A questão que se coloca é se a juventude angolana terá o fôlego de Kissama de Castro para fazer frente às opressões do agressivo poder instituído? As dúvidas pairam, mas os jovens avançam enquanto o poder político legitima a sua permanência com leis arcaicas e impopulares. Ler +

Ponto de Fuga

Ponto de Fuga Sidônio CastroO direito à indignação10-FEV-2020 - 16:51 O sapato de Niquita Khrushchev na 902.ª sessão plenária das Nações Unidas, a rendição de Vercingetórix, fazendo descer o escudo Gaulês a César, as falanges em V de Churchill, passeando-se pelas ruas Londrinas durante o Blitz, a autoproclamação de Napoleão em louro vetusto. São vários os gestos, vasta é a distância entre as posições e… Ler +

Coluna do Leitor

PAULINO QUIFICAQuando o Interesse económico entre Angola e Portugal sobrepõe-se à dignidade humana21-DEZ-2021 - 01:16 A questão que se coloca é se a juventude angolana terá o fôlego de Kissama de Castro para fazer frente às opressões do agressivo poder instituído? As dúvidas pairam, mas os jovens avançam enquanto o poder político legitima a sua permanência com leis arcaicas e impopulares. Ler +