TRAGÉDIA

Procurador militar morto à facada na capital do Cuanza Sul

O procurador militar da região de Benguela, coronel das Forças Armadas de Angola (FAA) António Ferro de Faria, foi assassinado na quarta-feira, 11, na cidade do Sumbe.

Ele terá sido esfaqueado nas costelas por uma pessoa que o abordou por volta das seis horas da manhã quando fazia a sua caminhada pela marginal da cidade e sucumbido em plena praia da marginal do Sumbe.

Em nome da família o enteado Hélder Neto, que o chamava de pai, não tem explicações para o ocorrido e pede justiça.

“Meu pai, de manhã, vai treinar como sempre, não sei quem é que fez isso. Estamos aqui numa dor tremenda. Ninguém deve tirar a vida do outro. Nós somos todos seres humanos. O senhor que fez isso ou a pessoa que fez isso tem que aparecer e para explicar”, disse Neto em declarações à imprensa.

De 60 anos de idade, Ferro de Faria era natural da Gabela, na província do Kwanza-Sul, ingressou nas ex-FAPLA após a independência, foi procurador militar na Huíla, Namibe, Kwanza-Sul.

Fonte: VOA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *