LIVRO

Manuel Rui coloca à disposição do público-leitor “Do Rio ao Mar”

O escritor angolano Manuel Rui colocou, na última terça-feira, no mercado, a obra poética “Do Rio ao Mar”, numa cerimónia realizada na União dos Escritores Angolanos (UEA) e testemunhada por familiares, amigos e amantes da literatura.

Num dia em que se comemora os 446 anos de existência da cidade de Luanda, o escritor disponibiliza uma obra de 69 páginas que retrata o universo onírico das águas, búzios e outros segredos com breves traços rupestres do escritor Ondjaki.

Manuel Rui, com os seus poemas fortes e simples, revelou que a obra é uma dedicatória a um amigo e colega dos Açores (Portugal).

“É dentro desta magia que reconheço o colega e amigo dos Açores e deixei claro que a África é a mãe da terra”,  acrescentou.

Na ocasião, o professor literário, Caio Carmona, frisou que Manuel Rui enriquece a literatura, agregando valores a cultura angolana construída por artistas dos mais variados segmentos culturais.

Manuel Rui Alves Monteiro, nasceu no Huambo, a 4 de Novembro de 1941, é autor de poesia, contos, romances e obras para teatro.

Muitos dos seus trabalhos contêm ironia, comédia e humor sobre o que ocorreu após a independência de Angola.

Já publicou “11 Poemas em Novembro”, “Regresso Adiado Lisboa” e “Quem Me Dera Ser Onda“, livros infanto-juvenis como “A Boneca de Trapos” e “A Alegria e a Girafa”, entre outras obras.

Manuel Rui é membro fundador da União dos Artistas e Compositores Angolanos, da União dos Escritores Angolanos e da Sociedade de Autores Angolanos. É autor da letra do Hino Nacional de Angola.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *