ANA QUEZIA*

Preta Luara

luara tem 36 anos, é negra retinta, tem 1,50m, nariz largo, olhos pretos amendoados, lábios carnudos, é gorda, solteira, sem filhos e umbandista.

formou-se em química aos 22 anos, e fez vários cursos na europa, onde especializou-se na alquimia dos cheiros, tornando-se perfumista.

dedica sua vida a trabalhos que requerem o uso das mãos. inclusive, cuida de seu crespo com muito desvelo, utilizando cosméticos de fabricação própria.

tem alguns amigos que recebe em casa, ora sozinhos, ora alternando com familiares e para os quais cozinha alimentos deliciosos que aprendeu lendo livros de receitas ou assistindo a tutoriais na internet. essa irmandade a chama carinhosamente de preta luara.

escreve poemas que dedica a seus afetos, com os quais é extremamente carinhosa e ciumenta na mesma medida.

costura suas próprias roupas (com tecido africano) e lingeries e comercializa quase tudo o que produz.

consome de mulheres e mães negras, principalmente, fazendo roda da economia girar entre as suas.

escrever, cozinhar, costurar e criar novas fórmulas a faz muito bem, ocupa suas mãos e otimiza seu tempo, amenizando as tristezas que o preterimento traz.

vai às lojas e supermercados escolher os insumos e frascos coloridos de vidro para o envasamento. gosta de comprar, mas, reutiliza tudo o que é possível, praticando o consumo consciente. e, para incentivar mais essa prática, criou um desconto para os clientes que retornam às compras com os vidros vazios e com tecidos das roupas que já não usam mais, que ela transforma em peças de retalhos e artesanatos de fuxico.

valoriza cada pessoa que passa pelo seu dia, porque seu tempo é hoje, nos abraços de todos os seus amores. os possíveis. os reais.

*Escreve com letras minúsculas por entender que nenhuma palavra é mais importante que a outra e também porque a atenção do leitor deve concentrar-se no texto e não na formatação.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *