PAULA CORREIA

Perdidos no além

Entre estrelas, galáxias e diferentes universos me encontro a contemplar-te!

Perdida em mim numa imensidão de emoções e sensações… por vezes perdida, por vezes encontrada!

Onde estou?… Para onde vou?… Afinal quem sou, o que sou?

Tanto me sinto uma poeira como um deus. Que sentido isso faz? Nenhum!

Perguntas-te, se tudo precisa fazer sentido nesta nossa existência. Digo-te que não, não precisa!

Vagueamos entre mundos, dimensões intergalácticas, sonhos, fantasia, imaginação e sabe-se lá o que mais… deixa-te ir, deixa-te levar! Sentes-te leve que nem uma pluma, tudo flui tranquila e harmoniosamente entre nevoas rosas, brancas e azuis. Sentes uma paz inimaginável, indiscritível e simplesmente deixas-te levar!

Ao teres consciência do teu estado, voltam os questionamentos…

Isto é felicidade?! Afinal o que é a felicidade?

Esse estado apocalíptico interdimensional de plenitude e abundância que nos transporta para um estado de êxtase tal, a que os humanos chamam de felicidade!

Muitos pensam que se trata apenas de uma ideia pré-concebida, inventada… uma ilusão ou utopia.

Eu que já por cá passei outras vezes, que conheço tantas realidades paralelas, vos digo:

Sois uns privilegiados e não sabeis valorizar o que de melhor esta existência tem para vos oferecer! Não vivem, não aprendem, não percebem o que por cá fazem!

Saiam desse estado hipnótico induzido por quem acha quem tem algum poder neste planeta ou sobre vós!

Acordem!!! Acordem!!! Acordem!!! AGORA!

Aproveitem esta passagem, sim, trata-se apenas de uma passagem e ninguém sabe á nascença de quanto tempo é essa passagem ou o que viemos cá fazer, ou aprender!

Uma coisa é certa: nada é em vão, nada acontece por acaso, estejam atentos! Nem sempre é tudo óbvio, descodificado ou simples!

Prestai atenção ao que vos rodeia, nada existe sem uma razão, ouve teu coração, a voz da intuição! Tu és capaz, e tudo o que parecia complicado, sem solução fica solucionado, resolvido e o caminho continua, pé ante pé sem medos nem receios em direção ao desconhecido, ao novo ao que está por vir. Sempre com esperança e um sorriso, porque o único e maior inimigo que podes ter és tu próprio, quando não acreditas em ti, não confias em ti, não te amas ou respeitas.

Tu atrais para a tua vida, tudo o que emanas! Se forem bons pensamentos, ações e sentimentos, é isso que terás em retorno, se for o contrário, é isso que irás atrair.

Só te sentes perdido ou perdida, confusa, desorientada, etc se não tiveres bem claro no teu Ser, no teu Interior o que queres para ti, os teus valores, princípios e propósito de vida… o marco/ pegada que vieste deixar nesta passagem por cá.

Sorri e ouve-te! Confia e deixa fluir!

Nada mais importa, pois cada um sabe de si, os outros são os outros! Olha por ti, cuida de ti e vive feliz! Ao fazeres isso verás tudo a mudar á tua volta!

Sabes, o mundo maior por explorar é o teu mundo interior, deixa-te levar ao mais profundo do teu Ser e conhece-te, descobre-te e maravilha-te!

Os mundos por explorar são aqueles que nos trazem maior satisfação e prazer!

Verás tudo á tua volta com outro olhar, o que parecia insignificante passa a ter todo o significado! Se não sabias o que é o amor ou como amar, sentirás um sentimento novo a borbulhar dentro do teu Ser!

Assim desta forma simples, vos deixo com um sorriso e um abraço, retira destas palavras o que te fizer sentido, pois Tu fazes todo o sentido!

2 comentários em “Perdidos no além”

  1. Cara Paula Correia, muito obrigado por difundir e dar a conhecer um texto seu, muito interessante, que merece, sem margem para dúvidas toda uma reflexão . Gostaria de ler mais escritos seus . Não sei se tem mais assuntos publicados ou não , além deste” perdidos no além”. Por favor de nota . Cordiais saudações .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *