Crônicas

O desprezo dos poucos que têm milhões contra os milhões que nada têm

Um País que figura entre os 55 países onde a situação da fome é considerada séria. Angola. Diz-se que a fome em nosso País ocorre pela má distribuição da renda nacional. As riquezas são inigualáveis como petróleo e diamantes. Mas o dinheiro proveniente destas mesmas, não é distribuído ou destinado a apoios. Assim pode ver-se …

O desprezo dos poucos que têm milhões contra os milhões que nada têm Leia mais »

Conversa sobre o Kwanza e o Dólar

Ao passar pelo Parque Ambiente, recentemente inaugurado em Luanda, olhei para um banco estranhamente ocupado àquela hora com tanto calor.  Era um homem que parecia da minha idade e pareceu-me conhecê-lo. Disfarçadamente, passei por perto de forma a poder ver-lhe o rosto. E conhecia-o mesmo! Era o meu velho amigo Zé Diungo. Já contei aqui …

Conversa sobre o Kwanza e o Dólar Leia mais »

Jó Soares

O Meu Pé de Laranja Lima (também) para os “frutos dos meus pecados”

Escrito e publicado em 1968 pelo brasileiro José Mauro de Vasconcelos, “O Meu Pé de Laranja Lima” é, para mim, mais do que um romance juvenil. É acima de tudo uma obra-prima cheia de ternura, magia, amizade, cumplicidade e nostalgia que fez parte dos “tesouros da minha meninice”. É um dos (muitos)livros que, ao longo …

O Meu Pé de Laranja Lima (também) para os “frutos dos meus pecados” Leia mais »

Jorge Monteiro Alves

Juntos seremos (muito) mais fortes

Gostaria de começar esta crónica com uma declaração de interesses – apesar de ser português de gema, considero Angola um país irmão, não só pelos laços históricos que nos unem mas também pelo facto de a mãe dos meus filhos ser angolana. Constato, infelizmente, que Portugal e Angola estão ainda longe de ser países irmãos. …

Juntos seremos (muito) mais fortes Leia mais »

USD 30 milhões? É muita massa!

Numa actividade frenética (a quantidade de notas assim exige), o Ministério dos Recursos Minerais e Petróleos está de mala e cuia para o Eixo Viário. Até aqui, tudo bem. Os ditos edifícios foram financiados com o dinheiro das escolas, dos hospitais e da agricultura lá no tempo do Zé Farras, como diz o meu Edson. …

USD 30 milhões? É muita massa! Leia mais »

O que é que mudou na “Sanzala”?

 Navegar hoje além-fronteiras para todos nós é normal. Isso é a era da tecnologia. Para os nossos antepassados, não era bem assim.Pude hoje voltar no tempo, ao ler uma matéria  contextualizada do Historiador Simão Souindoula. Lembrando de detalhes, parei no Baleizão. Velho Baleizão. Quantas lembranças queridas este local me trouxe. Desde a minha saída de Angola …

O que é que mudou na “Sanzala”? Leia mais »

Jó Soares

Do alto da minha dor!

Tivesse eu pinta e pergaminhos para biografo, esmerar-me-ia para narrar publicamente, aqui e agora, os momentos mais altos da vida de duas estrelas de exemplar único no firmamento da música lusófona: o angolano Kueno Aionda e o são-tomense, naturalizado cabo-verdiano, Jorge Neto.  A morte, proditória como sempre, arrebatou-os, esta semana, do nosso seio, obrigando-os a …

Do alto da minha dor! Leia mais »

Marega no País que o merece

Sou do país em que, ainda há meses, uma varina, no Lavadouro da Afurada, frente à cidade do Porto, abanava as ancas e o avental, suspirava “ó o Marega…”, e gritava: “Coisa mais linda não há!” E eu, sinceramente admirado: o Marega, lindo? A varina rapou do jornal “O Jogo” e beijou-o todo na fotografia …

Marega no País que o merece Leia mais »

O último “click” de John Liebenberg

O passado Domingo, 16 de Fevereiro de 2020, corria tranquilo e ensolarado quando, num ápice, uma aziaga notícia esconderia os raios de sol sob uma espessa cortina de nuvens cinzentas. Chegava pela internet a notícia que tornaria aquele dia muito triste e insuportavelmente pesado para todos os que contribuem para a história do fotojornalismo mundial. …

O último “click” de John Liebenberg Leia mais »

Félix Sambinja

Racismo versus futebol

Como lidar com racismo? Os treinadores não dizem durante a formação.Sou amante de futebol. Os mais próximos sabem que ser futebolista era o meu grande sonho, até já estive nas escolas do Petro do Huambo, mas não cheguei a federado, porque depois tive que interromper a caminhada devido à maldita guerra. No Huambo, cresci bem ao …

Racismo versus futebol Leia mais »