ANA QUEZIA*

O propósito

mirela era assistente social em uma clínica, mas, sentia que faltava algo em sua vida e não era capaz de definir.
em um domingo, acordou cedo e decidiu visitar o lar irmã maria luiza.
encantou-se com os idosos do local e decidiu trabalhar como voluntária.
todo sábado, chega às 8h no lar, ajuda a dar banho, a servir o café e almoço e lê contos e poemas dos cadernos negros para os idosos.
ouve suas histórias com atenção, especialmente a as de dona elise, que nunca recebeu visita, desde que foi abrigada, há 12 anos. mirela a adotou, pois, em comum, além da solidão, têm os traços negróides. poderiam ser avó e neta.
mirela foi ao lar buscando um propósito na vida, encontrou uma vocação e uma família. hoje é feliz, não só por se sentir útil, mas também por ter se tornado uma pessoa melhor, graças a tantas outras que precisavam dela. sabe também que é uma ouvinte muito mais sensível do que antes de trabalhar no lar.
agora não falta mais nada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *