PAULO VIANA

O católico e o evangélico

Interpelou-me um irmão Evangélico, hoje.

– Acompanho as tuas publicações no Facebook. Olhe, quero debater contigo sobre Maria!

Meu bom irmão, não podemos debater sobre a nossa boa Mãe Maria. Temos de amá-la como ela nos ama! Mesmo tu não amando-a, ela te ama. Não se debate sobre a Virgem Maria, ama-se!
Meu bom irmão, se da tua mãe biológica, com as suas qualidades, defeitos e pecados tu não debates sobre ela, por qual razão temos nós de debatermos sobre a Nossa Puríssima Mãe Maria que nos trouxe o Redentor, nos trouxe a Divindade?

-Estás a ver, esse é o problema dos padres da Igreja Católica. Gostam muito de filosofar, juntam a filosofia com a fé. Assim não adianta.

Meu bom irmão, em primeiro lugar, eu não sou Padre. Em segundo lugar, diga simplesmente Padre. Porque não existe Padre que não seja Católico. Em terceiro lugar, não podes entender a filosofia como a arte de mentir ou de fugir de uma conversa. Não!

-Vocês não vivem o que a Bíblia manda!

Meu irmão, tranquilo. Então, vocês que vivem o que Bíblia manda estarão no Céu com a Nossa Boa Mãe, a Sempre Virgem Maria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *